Cassino AO VIVO!

                    

Vídeo ao vivo não funciona? Aperte play novamente ou atualize a página.

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Boletim Praia do Cassino 13/04/2012 7:25

Bom dia.

Sexta-feira começa com uma forte cerração na praia, mas parece que já está limpando e o céu já se apresenta parcialmente nublado. O dia deverá ficar com predomínio de Sol durante a manhã, mas pode voltar a fechar um pouco a partir do meio da tarde. Apesar das condições variáveis, não há previsão para ocorrência de chuva.

A temperatura deu uma caída e agora cedo fazem 15 C, mas é bem provável que suba consideravelmente, chegando a valores de até 26 C durante a tarde.

O vento está bem fraco e terral, entrando de Oeste com 8 nós. A tendência é para manter a fraca intensidade durante todo dia e ir virando lentamente para Sudoeste.

O mar está liso e as ondas aumentaram em relação a ontem, que estão quebrando com 0,5 nas maiores séries e com formação regular.

Até mais,

Augusto

Cassino20120413 (1)

Cassino20120413 (3)

12 comentários:

Anônimo disse...

haha
o mar está sempre liso pro camarada, mais garanto que tá sempre lá pegando uma espuma!!!

Anônimo disse...

alguem sabe como esta no terminal???? nos ultimos swell por la estava melhor....

Augusto Cavalcanti Oceanólogo disse...

Textura lisa!

Anônimo disse...

respondendo a minha propria pergunta...no terminal ta uma M .....pequeno, gordo e com periodo ruim.....navio pode ter uma valinha boa...la na florestinha....

Aurélio disse...

Então..... passei toda a manhã no navio e rolou altas, o pico é lá, falow!

Anônimo disse...

tinha surf na tarde tambem!!!!

Anônimo disse...

Pessoal, eu tô iniciando no surf, já aprendi a interpretar algumas coisas (vento, direção da vaga, período, ondulação, as coisas do windguru e do surfguru). Queria saber agora se tem alguma importância para o surf no cassino a fase da lua e a maré (tábua do rgpilots).
Obrigadão aí!!!
Saudações,
w.

Augusto disse...

Welington,
Rio Grande fica próximo a um ponto anfidrômico (de maré neutra) e as variações de maré astronômica geralmente não passam de 40 cm, praticamente imperceptíveis para quem está na praia. As principais componentes para o aumento do nível do mar em nossa região estão relacionadas aos efeitos meteorológicos, com o vento norte/nordeste afastando a água da costa e resultando em praia mais extensa e nível mais baixo, com a entrada de vento sul/sudeste a água do mar é empilhada na costa, fazendo o nível subir. Outros fatores também podem ter influência, como a entrada de um swell (ondulação) muito intenso. Apesar disso, a mudança da maré meteorológica aqui no Cassino pode sim causar uma pequena (bem pequena) mudança nas condições das ondas, deixando-as mais em pé ou mais gordas, pois vai mudar a posição em que a ondulação vai sentir a influência do fundo. Não se preocupe com isso por aqui, pois o surfe aqui é quando tem onda e quando o vento ajuda. Morei 2 anos em Natal e a variação de maré lá pode chegar a quase 3 m em 6 horas, nesse caso o surfe tem que ser programado de acordo com a maré astronômica. Se estiver em um lugar com fundo rígido a maré boa sempre vai ser a mesma, mas em um beach break como Ponta Negra-RN a maré boa ainda vai depender de como está a configuração dos bancos arenosos e isso pode variar ao longo do ano.

Anônimo disse...

Valeu aí Augusto!!!

Anônimo disse...

apesar de na mare secante as ondas (em teoria) ficarem mais em pe, quando a mare esta enchente a onda fica com maior volume de agua, o que da a impressao de que a onda esta maior. Tambem ocorre que com a mare enchendo a onda tende a passar por cima da bancada, o q muitas vezes permite a conexao com outra sessao da onda.
Cunha

Anônimo disse...

Teve um dia que eu coloquei o carro uns 20m da água de manhã bem cedo, quando saí perto do meio dia a água estava quase nas rodas (maré encheu!). O que eu notei foi que cedo as ondas quebravam mais lá fora (no segundo banco?) e maiores/mais de pé/melhor formação. Já no fim da manhã quase não tinha onda quebrando lá fora, tive que voltar mais para a beirada. Acho que isso concorda com o que o Cunha falou...

Augusto Cavalcanti Oceanólogo disse...

Welington, se a onda vai quebrar mais em pé ou mais atrás, vai depender da configuração do fundo. Nesse teu caso o que ocorreu foi que a onda sentiu o fundo mais raso durante a maré baixa, assim a onda irá empolar mais e terá uma formação mergulhante (que joga o lip), mas se ela tivesse sentido um banco mais ao fundo, poderia ter quebrando uma onda ainda mais atrás e bem gorda (deslizante). Lá em Ponta Negra, Natal a maioria dos dias a gente surfava na maré cheia, pois a praia é mais refletiva (inclinada) e a onda quebrava tubular no segundo banco de areia que era bem formado, durante a maré baixa ela quebrava no terceiro banco e bem gorda, pois sentia o fundo mas não era raso suficiente para a onda quebrar com força